FELV – Leucemia felina – Contágio, Vacina e Tratamento

A leucemia felina é uma doença que causa enfraquecimento do sistema imunológico dos felinos que, por não terem proteção, acabam por estar em grande risco de serem infectados por outros problemas de saúde, podendo levá-los à morte.

É uma das enfermidades que mais preocupam veterinários, já que tem registrado um índice de mais de 30% das mortes por câncer em gatos.

Nesse artigo você saberá:

O que é a leucemia felina?

A FELV é uma sigla para leucemia felina, doença infecciosa causada por um vírus que desenvolve tumor e até doenças degenerativas em felinos que foram infectados. É uma grande preocupação para veterinários, pois ela tem não cura e causa a morte dos animais em até três anos e meio.

Porém, existem tratamentos para aliviar os sintomas da FELV. Uma das grandes preocupações é que alguns bichanos não apresentam qualquer sintoma da doença. É importante saber que a doença, associada ao vírus, resulta em doenças degenerativas. Entre elas, a ocorrência de imunossupressão, anemia e quadros crônicos de inflamação.

Fora esses sintomas, a doença também desenvolve tumores e, entre eles, o linfoma.

Por ser uma doença que está cada vez mais crescente entre os felinos, são muitos os profissionais que estão cada vez mais empenhados em realizar pesquisas da cura.

Além disso, eles estão sempre buscando alternativas satisfatórias de tratamentos para aliviar os sintomas.

Quais os sintomas da leucemia felina?

Os sintomas da leucemia felina variam muito, conforme a imunidade dos animais infectados. Alguns deles podem ficar assintomáticos por anos, visto a boa resposta de seu sistema imune.

Entre os sintomas da FELV destacamos a perda de apetite, dificuldade em respirar, gengivite, apatia, febre, estomatite, assim como sinais clínicos, como efusão pleural, mucosas anêmicas, anormalidades nos rins, oculares, baço e fígado, além de outros.

Quais são os sinais clínicos da leucemia felina?

Para diagnosticar precocemente a doença, os felinos precisam passar por um teste de triagem: ELISA. Assim, será possível ver os sinais clínicos da leucemia felina e detectar se o gato possui ou não o vírus em seu corpo. Para ter maior certeza do exame, é preciso repetir após 30 dias, em caso de dar positivo no primeiro resultado.

Além desse exame, é possível também detectar a doença através do exame de PCR. Este é capaz de detectar até o próvirus nos felinos que tenham infecção latente, já que é um exame mais específico.

A leucemia felina atinge todos os felinos?

Não são todos os gatos que vão sofrer com a FELV, porém, essa é uma doença que deixa todos eles vulneráveis. Ou seja, a doença não vai atingir todos, mas é fato que muitos deles estarão em contato com o vírus.

Desses, um terço vão apresentar consequências da doença e suas complicações. Isso pode levá-los à morte em até três anos após o contato com o vírus.

Qual a forma de transmissão da leucemia felina?

A FELV é transmitida de várias formas entre os felinos. Desde bebês, eles já estão expostos ao contágio, uma vez que o vírus pode ser transmitido de mãe para filhote por meio do nascimento. Além disso, a contaminação também ocorre através do contato da saliva do animal.

Como é o vírus da leucemia felina?

O vírus da FELV ocorre em três categorias diferentes e estas são classificadas conforme a gravidade e o estado do animal, frente à infecção. Elas são:

Regressiva

Quando classificada nessa categoria é chamada de “viremia transitória”. Ela atinge cerca de 30% dos gatos que são expostos a FELV e é diagnosticada através de exames específicos.

Embora o gato seja um portador da doença, seu organismo trabalha para “expelir” esse vírus, combatendo-o ainda em sua fase inicial. Sendo assim, o felino consegue erradicar a doença e levar uma vida normal.

Progressiva

Essa é chamada de “viremia persistente”, pois o organismo do animal não conseguiu combater o vírus naturalmente, então, já apresenta vários sintomas.

Latência

Nessa fase o vírus consegue sair da corrente sanguínea e, com isso, pode não ser diagnosticado em um exame. Porém, isso não significa que o animal esteja livre dela, já que a FELV se encontrará alojada na medula óssea do gato.

Nessa fase, o animal apresentará diferentes problemas de saúde, inclusive quadro de anemia.

Existe vacina para leucemia felina?

Como não existe a cura para a doença, apenas tratamentos para aliviar os sintomas, muitos querem saber se existem formas de prevenção, como a vacina da leucemia felina.

A vacina da FELV é hoje a forma mais eficiente de combater o vírus da leucemia felina. É fato que o animal precisa de proteção humana, mas se não for vacinado, as chances são grandes de adquirir o vírus. Lembrando que esta é uma doença que causa dor e é fatal.

E mais! A vacinação deve ser feita antes de haver infecção no animal, pois se já infectado, a vacina não mostra qualquer sinal de melhora.

Exame FELV preço

Se você quer saber os sobre a FIV FELV vacina é bom saber que existem dois tipos, e por isso conferir os preços. Veja a tabela da Vetmétodo:

Exame FIV FELV Preço
Felv – Vírus da Leucemia felina R$ 150,00
FIV/FELV (Imunocromatografia) R$ 120,00

 

IMPORTANTE: As informações contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento do médico veterinário e especialistas. Não deixe de consultar seu veterinário.

Quer agendar o exame FIV FELV ?

Clique no botão e ligue diretamente através de seu celular

Atendimento de 2ª á 6ª das 8:00h ás 19:00h

Sábados 8:00h ás 14:00h

Av. Afonso Mariano Fagundes, 136 – Saúde, São Paulo – Zona Sul – Próximo ao Metrô Saúde – (Estacionamento no local)

Comentários

comentários

Post recentes