Fisioterapia para Artrose em cães e gatos: Tratamento na fisioterapia veterinária

Fisioterapia para Artrose em cães e gatos: Tratamento na fisioterapia veterinária

Assim como humanos, as articulações de cães e gatos são compostas por tecido mole, ossos e cartilagem. Porém, devido a diferentes fatores, os tecidos que envolvem essas articulações se desgastam, gerando, em muitos casos, muita dor e dificuldade de movimentação. Esse desgaste tem um nome: doença articular degenerativa, também chamada de artrose.

A fisioterapia Fisioterapia em cães e gatos - O que é, saiba tudo sobre  é uma das principais indicações de médicos veterinários contra essa doença. Tal tratamento garante maior qualidade de vida, diminuindo dores e ajudando a manter ou até recuperar os movimentos naturais do pet.

Artrose em cães e gatos: o que é?

A doença articular degenerativa, também denominada de artrose é uma enfermidade progressiva, não infecciosa, que acomete a cartilagem de articulações sinoviais de cães e gatos de todas as raças e idades. A artrose em cães e gatos é uma doença crônica com lenta evolução.

Pode ser classificada como primária, associada a distúrbios de envelhecimento orgânico natural, sem causas definidas; ou como secundária, resultantes de anormalidades que causam instabilidades articulares, como fraturas ósseas, luxações de patela e ruptura de ligamento cruzado cranial.

Sintomas da artrose

Observar os sintomas da artrose na etapa inicial é bastante difícil, principalmente porque os animais tendem a deslocar o peso de da articulação doente para a saudável, evitando fazer pressão sobre a primeira. Isso complica a observação da dor, inclusive para um veterinário.

Em determinados casos, cães e gatos desenvolvem alterações no apoio normal (mantendo uma pata levantada, urinando sentados quando machos) feita de forma intermitente.

Na medida em que a doença avança (com maior deterioração da articulação), o cão tende a evitar o movimento, além de mostrar sintomas de dor frente a um simples toque na articulação afetada. Movimentos mais lentos, dificuldades para levantar ou sentar, nervosismo, agressividade e irritabilidade devido à dor intensa são outros sintomas.

Inicialmente os gatos apresentam poucos sintomas clínicos. A dificuldade de subir ou descer em móveis talvez seja o sinal mais observado.

Ligue agora

Clique no botão e ligue diretamente do celular

Av. Afonso Mariano Fagundes, 136 – Saúde, São Paulo – Zona Sul – Próximo ao Metrô Saúde – (Estacionamento no local)

Diagnóstico da Artrose 

O diagnóstico da artrose inicia-se através do histórico do paciente e exame clínico. Por meio da palpação da musculatura e da articulação do pet, em caso de anormalidades, o veterinário indicará exames de imagem para auxiliar no diagnóstico. As principais formas de diagnóstico de imagem são as radiografias Raio x em caes e gatos - Tudo que você precisa saber. , tomografias e ressonâncias magnéticas.

Com isso, o prognóstico clínico do animal pode ser fechado chegando a provável causa da artrose e prescrevendo a melhor forma de tratamento.

Tratamentos para artrose 

A artrose é uma doença sem cura, porém tratável. O tratamento da artrose tem como objetivo reduzir a dor e o processo inflamatório local, além de aumentar a função da articulação e, quando possível, reduzir o progresso da doença.

No tratamento, o veterinário pode prescrever medicamento anti-inflamatórios, condroprotetores e nutracêuticos. Porém, em cães e gatos obesos, o tratamento também deverá considerar a perda do peso do animal. A fisioterapia também é uma boa indicação para casos de artroses.

Fisioterapia para artrose 

Para o tratamento da artrose em cães e gatos a fisioterapia é uma indicação bastante recorrente. A fisioterapia tem a capacidade de agir em diversas fases da Artrose. Na fase aguda, por exemplo, sessões de fisioterapia podem controlar a inflamação, impedir o avanço da doença e recuperar os movimentos (ou parte deles).

Além disso, exercícios controlados e sem impacto nas articulações melhoram e aumentam a força muscular, amplitude e funcionalidade, além de auxiliar no aumento da densidade óssea e no restabelecimento da biomecânica articular.

Para uma eficiente fisioterapia da artrose de cães e gatos, diversas técnicas podem ser aplicadas.

  • Eletroterapia A Eletroterapia consiste no uso de correntes elétricas dentro da terapêutica. : age na dor articular possibilitando o posterior alongamento e exercícios fisioterápicos;
  • Ultrassom: pode ajudar a ganhar amplitude da região acometida. Pode ser usado na forma de calor profundo antes da mobilização ou em sua forma pulsada, atuando como um potente anti-inflamatório e ativador da microcirculação.
  • Hidroterapia Hidroterapia – Fisioterapia Aquática é uma atividade terapêutica que consiste em utilizar os recursos de uma piscina : exercício ideal, visto que promove o adequado fortalecimento da região afetada, além de movimentação articular com pouco ou nenhum impacto.
  • Vale ressaltar que a fisioterapia veterinária é uma prática privada somente aos veterinários com especialização nesta técnica de tratamento.

Convivendo com o prognóstico da artrose

A convivência com o prognóstico é muito variável. A doença apresenta diferentes graus de degeneração e diferentes causas, mas na maioria dos casos o prognóstico varia de bom a reservado.

Por não ter cura, a função de qualquer tratamento é diminuir o progresso da doença. O recomendado é aumentar os cuidados com o piso e, se possível, evitar degraus ou obstáculos similares. Também se deve balancear a alimentação para que o pet não ganhe peso, o que, comprovadamente, expõe ainda mais os problemas articulares.


Quanto custa fisioterapia para cachorro?

IMPORTANTE: As informações contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento do médico veterinário e especialistas. Não deixe de consultar seu veterinário.

Referências

MONTANHA, F. P.; SOBRAL, N. C.; ALVES, M. B.; GHINELLI, M. O.; AMALFI, M. I. Doença Articular Degenerativa em um Cão da Raça Labrador Retriever – Relato de Caso. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, v.1, p.1-8, 2013.

Ligue agora

Clique no botão e ligue diretamente do celular

Av. Afonso Mariano Fagundes, 136 – Saúde, São Paulo – Zona Sul – Próximo ao Metrô Saúde – (Estacionamento no local)

Related Post

Fisioterapia para cães: O que é e por que é import... Fisioterapia para cães: O que é e por que é importante A medida que a idade vai chegando, a quantidade de problemas de saúde relacionados às dores mu...

Comentários

comentários

Recommended Posts