Glaucoma em cães e gatos – Sintomas, tratamento, tipos e cura

Especialidade – Oftalmologista Veterinário

O oftalmologista veterinário é um profissional especializado em cuidar da saúde dos olhos de cães, gatos e outros pets. Essa especialidade será responsável pela manutenção e recuperação da visão dos animais, pois, assim como os seres humanos, eles também dependem dela para realizarem as tarefas.

Sobre o glaucoma em cães e gatos

O glaucoma em cães e gatos é uma doença que afeta muitos animais e, dentre os domésticos, o cão é o mais afetado. Ele ocorre quando há o aumento da pressão intraocular, que leva à morte das células do nervo-óptico e retina.

A doença ocorre devido a uma deficiência no humor aquoso. Esse é um líquido que fica dentro do olho e tem como principais funções limpar e nutrir os olhos. Quando ele é produzido em maior quantidade do que necessário ou não é drenado da forma exata, o seu acúmulo leva ao aumento da pressão.

Existem diversos fatores que levam ao surgimento da doença, sendo classificados em 2 grupos, conforme o tipo do glaucoma.

Tipos do glaucoma em cães e gatos

Entre os tipos de glaucoma em cães e gatos há o glaucoma primário e o secundário, sendo que cada um ocorre da seguinte maneira:

Glaucoma primário

O glaucoma primário é causado quando existe uma doença congênita. Ele passa de uma geração a outra de animais, sendo mais fácil de identificar. Os poros do olhos responsáveis pela drenagem costumam ser menores ou angulados, dificultando a eliminação do líquido.

É comum que acabe afetando os dois olhos e a diferença de tempo costuma ser de 2 anos de uma para outro.

Glaucoma secundário

O glaucoma secundário é resultado de algo que impeça a drenagem, por exemplo, uma inflamação ocular. Nesse caso, uma lesão que pode ser resultado de uma coceira, batida, etc. e resultado desse dano.

Ele ocorre de 2 a 3 vezes mais que o glaucoma primário.

Ambos os casos, quando não ocorre o diagnóstico e tratamento adequados, podem levar a cegueira. Cerca de 40% dos cães que são diagnosticados com a doença perdem a visão.

sintomas de glaucoma em cachorro

Sintomas do glaucoma em cães e gatos

Os sintomas do glaucoma em cães e gatos servem de alerta. Os sinais clínicos do glaucoma felino são os mesmos que os apresentados nos cachorros e dentre os principais podemos citar:

  • Vermelhidão nos olhos
  • Alargamento dos olhos
  • Visão turva
  • Córnea azulada
  • Dor intensa na região
  • Mudança de comportamento do animal
  • Piscar excessivo do olhos
  • Lacrimejamento em excesso
  • Esbarrão nos objetos
  • Esfregar as patas nos olhos
  • Ficar com os olhos fechados
  • Tremores palpebrais
  • Andar com cabeça baixa
  • Desconforto à presença de luz

Nos estágios iniciais pode ficar um pouco difícil identificar os sintomas do glaucoma animal, principalmente para os tutores. Devido a isso há a necessidade de ter um acompanhamento profissional de um Oftalmologista Veterinário.

Diagnóstico para glaucoma em cães e gatos

O diagnóstico do glaucoma em cachorros e gatos é feito inicialmente com exames clínicos para glaucoma que observam as alterações nos olhos. Em um primeiro momento, o profissional observa as alterações, como tamanho dos olhos, coloração e quantidade de lágrimas.

Os danos também podem ser questionados em relação ao comportamento do animal, dando mais indícios de um possível problema. Caso o oftalmologista veterinário verifique os sinais clínicos da doença, ele realizará os exames necessários.

Tais exames irão depender das primeiras condições encontradas e, normalmente, são realizados com o auxílio de aparelhos.

Vale frisar que a quantidade de exames solicitada pelo especialista pode mudar conforme o estágio da doença. Cada profissional tem uma forma de trabalhar, por isso não existe uma sequência padrão para os exames, sendo que isso varia de um caso para outro.

Marque uma consulta com Oftalmologista para cachorro e gato em SP

Exames para glaucoma em cachorros e gatos

Os exames para glaucoma em cachorros e gatos são solicitados conforme diagnóstico do oftalmologista veterinário, mas no geral incluem a tonometria, fundoscopia e gonioscopia como sendo os mais comuns.

exames para glaucoma em caes e gatos tonometria

Tonometria

A tonometria também é utilizada para realizar a avaliação. Esse exame de glaucoma é feito utilizando um aparelho chamado tonômetro, onde é possível medir a pressão intraocular.

Ele é realizado no consultório, dura cerca de 30 segundos e consiste em encostar o aparelho nos olhos para medir a pressão. Em alguns casos, é utilizado um colírio anestésico para ajudar nesse processo.

Fundoscopia

A fundoscopia é outro exame de glaucoma em cachorros muito utilizado. Ele vai avaliar o fundo dos olhos com auxílio de instrumentos.

Gonioscopia

A gonioscopia avalia o ângulo iridocorneano. O oftalmologista utiliza um espelho com lente posicionado na córnea do animal e permite essa visão.

Exame glaucoma – Preço

O preço do exame de glaucoma pode variar de um tipo de exame para outro e também de acordo com a cidade. Alguns planos de saúde para pet incluem esse procedimento e outros só podem ser feitos pela rede parcticular. Por isso, consulte o veterinário para obter essa informação.

Prevenção do glaucoma em cães e gatos

A prevenção do glaucoma em cães e gatos adota alguma medidas, como evitar lesões nos olhos do animal e realizar consultas periodicamente com um veterinário, que pode identificar os sinais clínicos do glaucoma em pets no estágio inicial.

Nos casos de glaucoma secundário, é preciso adotar cuidados para que não surjam feridas que prejudiquem a visão. Nesse caso, o colírio para glaucoma em cães pode ser usado para evitar que algumas situações se agravem.

Glaucoma em cães é contagioso?

O glaucoma em cães e gatos “NÃO” é contagioso. A doença pode ser hereditária e, nesse caso, não há muito o que fazer. Mas, fazendo o acompanhamento com o veterinário consegue-se identificar precocemente os sintomas do glaucoma canino.

De qualquer forma, não precisa isolar o seu animal dos demais achando que pode haver contágio do glaucoma em outros animais.

Raças de cães e gatos que mais sofrem com glaucoma

Entre as raças de cães que mais sofrem com glaucoma estão o Chiahuahua, Bouvier dês Flandres, Schnauzer Gigante, Cocker Spaniel e Samoieda, Basset Hound, Beagle e Poodle. Tais raças costumam apresentar o glaucoma primário devido aos pelos longos ou formato dos olhos. Entretanto, qualquer raça de cão pode sofrer com o glaucoma secundário, decorrente de lesões.

Já entre as raças de gatos mais afetados pelo glaucoma estão o Persa, Siamês e Birmanês. Os gatos raramente possuem o glaucoma primário e, geralmente, o glaucoma secundário está associado a tumores nos olhos ou inflamação da íris (conhecida como uveíte).

Consulte um médico veterinário para receber orientação.

Observação: as informações exibidas descrevem o que geralmente acontece com uma condição clínica, mas não se aplicam a todos os pets. Essas informações não são uma consulta médica veterinária. Portanto, entre em contato com um oftalmologista veterinário se seu pet apresentar um problema médico. Se você acredita ter uma emergência médica, ligue para seu veterinário.

IMPORTANTE: As informações contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento do médico veterinário e especialistas. Não deixe de consultar seu veterinário.

Comentários

comentários

Post recentes